5 poemas de poetas brasileiros para ler às crianças

5 poemas de poetas brasileiros para ler às crianças

Por Babysits
3 minutos de leitura

Sem ideias para histórias de adormecer? À procura de uma forma de começar a familiarizar seus filhos com a área da literatura? E porque não começar com poesia? Afinal, todos os grandes escritores começam como pequenos leitores. Para apresentar as crianças ao mundo das letras, selecionámos cinco poemas de autores brasileiros que pode ler (ou dar a ler) aos seus filhos.

Pontinho de Vista, de Pedro Bandeira

Eu sou pequeno, me dizem, e eu fico muito zangado. Tenho de olhar todo mundo com o queixo levantado.

Mas, se formiga falasse e me visse lá do chão, ia dizer, com certeza: — Minha nossa, que grandão!

Guarda-chuvas, de Rosana Rios

Tenho quatro guarda-chuvas todos os quatro com defeito; Um emperra quando abre, outro não fecha direito.

Um deles vira ao contrário seu eu abro sem ter cuidado. Outro, então, solta as varetas e fica todo amassado.

O quarto é bem pequenino, pra carregar por aí; Porém, toda vez que chove, eu descubro que esqueci…

Por isso, não falha nunca: se começa a trovejar, nenhum dos quatro me vale – eu sei que vou me molhar.

Quem me dera um guarda-chuva pequeno como uma luva Que abrisse sem emperrar ao ver a chuva chegar!

Tenho quatro guarda-chuvas que não me servem de nada; Quando chove de repente, acabo toda encharcada.

E que fria cai a água sobre a pele ressecada! Ai…

Cantiga da Babá, de Cecília Meireles

Eu queria pentear o menino como os anjinhos de caracóis. Mas ele quer cortar o cabelo, porque é pescador e precisa de anzóis. Eu queria calçar o menino com umas botinhas de cetim. Mas ele diz que agora é sapinho e mora nas águas do jardim. Eu queria dar ao menino uma casinhas de arame e algodão. Mas ele diz que não pode ser anjo, pois todos já sabem que ele é índio e leão. (Este menino está sempre brincando, dizendo-me coisas assim. Mas eu bem sei que ele é um anjo escondido, um anjo que troça de mim.)

Pessoas são Diferentes, de Ruth Rocha

São duas crianças lindas Mas são muito diferentes! Uma é toda desdentada, A outra é cheia de dentes…

Uma anda descabelada, A outra é cheia de pentes!

Uma delas usa óculos, E a outra só usa lentes.

Uma gosta de gelados, A outra gosta de quentes.

Uma tem cabelos longos, A outra corta eles rentes.

Não queira que sejam iguais, Aliás, nem mesmo tentes! São duas crianças lindas, Mas são muito diferentes!

Mãe, de Sérgio Capparelli

De patins, de bicicleta de carro, moto, avião nas asas da borboleta e nos olhos do gavião de barco, de velocípedes a cavalo num trovão nas cores do arco-íris no rugido de um leão na graça de um golfinho e no germinar do grão teu nome eu trago, mãe, na palma da minha mão.

Esperamos que tenham gostado das nossas sugestões e que tenham passado um bom momento em família. Agora é a sua vez de se aventurar entre páginas e perceber quais são autores favoritos dos seus filhos. A literatura é fantástica!

Participe da Comunidade de Trabalhos de Babá!

Inscreva-se gratuitamente