Primeiros passos de quem busca criar uma horta em casa

Por Babysits, 6 minutos de leitura

Ter uma horta em casa é ter sempre legumes e verduras fresquinhos nas refeições. Mas não somente isso. É abraçar o consumo sustentável, cultivando alimentos sem aditivos químicos que prejudiquem a sua saúde e o meio ambiente. Nos últimos anos, o número de pessoas que cultivam ervas e hortaliças cresceu consideravelmente. Além da busca pela sustentabilidade, tal crescimento se deve também porque cultivar o próprio alimento pode ser considerado uma grande terapia.

Só para se ter uma ideia, o Hospital Infantil Darcy Vargas, em São Paulo, e a Universidade Federal de São Paulo possuem hortas terapêuticas. De acordo com Luciana Tomita, nutricionista e idealizadora do projeto da UNIFESP, mexer com a terra ajuda a combater doenças como ansiedade, depressão, diabetes e hipertensão. E a boa notícia é que ter uma horta em casa não é mais privilégio somente de quem mora em casa com quintal. Mesmo morando em apartamento é possível aproveitar o espaço que você tem disponível para cultivar o seu próprio alimento e garantir refeições mais saudáveis e nutritivas. Quer saber como? Então acompanhe as dicas que a Namu preparou especialmente para você.

horta para crianças

Avalie a sua disponibilidade de tempo para cuidar da sua horta em casa

Seja em um quintal ou apartamento, o primeiro passo para ter uma horta em casa é avaliar o seu tempo disponível para se dedicar às plantinhas. Ao contrário do que se imagina, cultivar legumes, verduras e temperos requer dedicação e paciência. Por isso, antes de sair por aí adquirindo espécies, vasos, terras e adubos, pesquise por qual cultura vai se encaixar melhor em sua rotina diária. Uma dica muito especial, principalmente para quem está dando os primeiros passos na jardinagem, é escolher espécies fáceis de cultivar, como os temperos. Nesse sentido, o orégano, o alecrim e o manjericão são boas opções para quem deseja ter uma horta em casa, mas ainda não tem muita experiência no assunto.

Escolha o local onde vai plantar

Se você mora em uma casa com quintal, pode reservar uma área nele para cultivar a sua horta em casa. Mas, se mora em apartamento, não fique triste, pois há opções para você também. Felizmente, várias espécies admitem serem cultivadas em vasos e floreiras. E você pode ainda, usar a sua criatividade para reutilizar alguns itens que tem em casa, como embalagens de sorvete, de margarina e garrafas pet, por exemplo. Veja a seguir o que plantar em cada opção:

  • Vasos: orégano, manjericão, tomate cereja, morango, cebolinha, hortelã, salsa, rúcula, espinafre, alface, pimentão;
  • Quintal: abóbora, melancia, maracujá, mamão, cenoura, beterraba, berinjela, jiló, abacaxi, banana, laranja, couve, pepino;
  • Horta vertical (ideal para quem mora em apartamento): manjericão, hortelã, pimenta, salsa, cebolinha, alface.

Vale destacar que em ambos os casos é preciso que as espécies sejam submetidas à luz do sol pelo menos em alguma parte do dia, preferencialmente pela manhã. Se vai plantá-las em vaso, terá maior flexibilidade para gerenciar isso. Agora, se vai plantá-las diretamente no solo, no quintal de casa, o ideal é que já considere um local com iluminação adequada.

Adube a terra

Para ter uma horta em casa saudável e produtiva é necessário adubar constantemente a terra. Hoje em dia, você já encontra terra adubada (húmus de minhoca entre outros aditivos orgânicos). Mas, caso onde more não encontre essa opção, poderá adubar você mesmo a terra uma vez por mês. Além disso, é preciso evitar deixar a terra compactada. Para isso, com o auxílio de uma pá de jardinagem, envolva a terra sempre que necessário.

regando plantas

Regando a sua horta em casa

Depois de todos os passos anteriores, não se esqueça de regar a sua horta em casa. Cada planta tem suas necessidades hídricas, por isso, é bom pesquisar antes sobre as espécies que você escolheu para cultivar. Como regra geral, antes de efetuar uma nova rega, observe se o solo ainda está úmido. Caso esteja, não será necessário molhar novamente. Caso contrário, molhe. Mas não se esqueça:não se deve encharcar o solo, para evitar a proliferação de fungos e bactérias. Além disso, também não se deve molhar as plantas no sol do meio dia.

Não se esqueça da poda!

Ter uma horta em casa também envolve realizar podas periódicas em seus galhos. Essa prática beneficia as plantas, permitindo que elas se desenvolvam com mais força e saúde. No entanto, para que isso seja uma verdade, é preciso estar atento à época do ano adequada para realizar podas. De acordo com especialistas, a melhor época do ano para aparar os galhos das plantas é no outono.

Invista em aprendizado com um curso online

Se após todas as dicas acima você continuar com dúvidas de como montar a sua horta em casa, poderá investir em aulas online para aprender a cultivar o seu próprio alimento com um profissional especializado. Nesse sentido, o curso de Hortas caseiras agroecológicas da Namu é uma excelente opção para aprender técnicas que vão do cultivo à colheita sem sair de casa. Durante as aulas, a especialista em alimentação Alessandra Nahra Leal vai te ensinar técnicas de compostagem, de reaproveitamento de resíduos e de como cultivar as espécies mesmo em pequenos espaços. Além disso, também irá ensinar sobre os diferentes tipos de hortas e como escolher o melhor lugar para cada uma delas. E como se já não bastassem todas essas vantagens de aprender a cultivar a própria comida com um curso online, você também terá toda instrução necessária para cuidar da sua plantação de forma ambientalmente correta, sem o uso de produtos agrotóxicos. Por fim, ainda aprenderá a adequar as mais diferentes espécies aos espaços disponíveis e os cuidados necessários com a irrigação, adubação e colheita. Gostou? Então confira mais informações sobre o curso online de hortas caseiras agroecológicas da Namu e mude seus hábitos de consumo de uma vez por todas com uma alimentação 100% saudável.